Quando o Boninho, diretor do BBB diz no seu Instagram que a “Karol Conká é a Odete Roitman do BBB 21” ele reforça o que as novelas tem de mais redutor: nos viciaram nesse esquema polarizado e simplificado da vilania e do bom mocismo.

A questão é que os participantes do BBB embaralham esses códigos da ficção e da realidade ainda mais, porque obviamente as pessoas não são totalmente boas ou más como vilões e mocinhos de novelas.

Então acho deseducativo, apesar de lucrativo, apostar nessa exacerbação do ódio dos espectadores e alimentar esse espectador não empático que quer literalmente não apenas “eliminar” o participante do programa, mas cancelar socialmente.

Karol Conká já perdeu contratos, shows cancelados, como aquelas vilãs de novelas que eram agredidas nas ruas pelo seu papel na novela.

Todas as edições do BBB já traziam esses elementos, a questão é porque apenas nessa edição, que pela primeira vez traz um elenco de metade de participantes negros, vimos esse ódio elevado a sua enésima potência?

O linchamento moral dos participantes negros começou entre os próprios brothers e sisters: Lucas humilhado por Karol Conká, achincalhado etc O menino negro e pobre mais despreparado, sem dominar os códigos do jogo social saiu.

Karol Conká é uma negra vencedora, tem um trabalho artístico incrível, um feminismo negro viril que a torna ainda mais “insuportável”, pois tem uma autoestima avassaladora e usa seu lugar de poder como qualquer branco vencedor. Conká se identifica com esse branco sem limites e não consegue enxergar isso.

A ficha vai cair agora e saindo de uma panela de pressão. O BBB mostra como você pode ter uma percepção distorcida de si e da realidade. Qualquer um de nós pode viver nessa realidade paralela distorcida quando está em uma bolha!

Karol Conká vai cair na real com uma rejeição impressionante fora do jogo! Os erros de pessoas negras e brancas dentro do ‘reality show’ da Globo não podem servir para destruir carreiras e nem como justificativa para desqualificar o ativismo, é mais racismo!

O linchamento moral tem que ter um limite. Karol Conká não é Odete Roitman! #bbb21 #karolkonka

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Tatiana Barros

Novos tempos exigem novos palcos

Márcio Santilli

CPI da pandemia acelera declínio de Bolsonaro

Renata Souza

13 de abril: dia de celebração e luta para as mulheres do samba

Estudantes NINJA

Governo Bolsonaro: desrespeito ao Enem, à Educação e ao Futuro

Boaventura de Sousa Santos

A claridade e a escuridão

Álamo Facó

O indígena e a máquina do tempo

Liana Cirne Lins

O julgamento de Lula no STF: é cedo para comemorar?

Fabrício Noronha

Quem sabe do futuro da cultura brasileira?

Lais Gomes

Se é reversível, se joga!

Fabio Py

‘Flores nas encostas de cimento’: o silenciamento e a tomada dos crentes de esquerda na política

Movimento dos Pequenos Agricultores

Movimento dos Pequenos Agricultores no RJ lança novo site para ampliar a comercialização de alimentos agroecológicos

Isabella Queiroz

Ser maker não está à venda

Colunista NINJA

Reviravoltas andinas: eleições no Peru e Equador

Bancada Feminista do PSOL

100 dias de Covas em SP

Amanda Pellini

O que a ciência faz para confiarmos nela?