.

Carnaval chegou e vem trazendo blocos, alegria e uma boa dose de capacitismo. Infelizmente, está circulando por aí um vídeo de uma moça cadeirante beijando um rapaz durante a folia, com a voz dos autores da filmagem zoando a cena.

Aos sons de “esse não perdoa ninguém” e “esse aí é herói” podemos ver o belo desfile da alegoria da ignorância, imbecilidade, machismo e estereótipo da mulher com deficiência. Afinal, QUEM TERIA CORAGEM DE BEIJAR UMA CADEIRANTE?

Obviamente, me vi naquela moça exposta. Imaginei quantas vezes meus companheiros devem ter ouvido isso de seus amigos e familiares. Quantos deles não devem ter pensado o mesmo, pelo menos alguma vez.

É a realidade nua e crua de como a sociedade entende a sexualidade das pessoas com deficiência, como ainda precisamos discutir acessibilidade afetiva para evitar esse tipo de situação.

À moça do vídeo desejo muita força e me solidarizo com você. Espero que esse incidente não afete sua autoestima e saiba que não está só. ❤️

Aos autores da filmagem, meus sinceros: VÃO SE FODER.

Aos preconceituosos de plantão: vai ter cadeirante beijando, transando e gozando muito nessa vida. Vocês gostando ou não.

#pratodosverem imagem com fundo rosa, no canto superior esquerdo o texto “Vai ter cadeirante beijando no carnaval?” logo abaixo a imagem de uma mulher nua cadeirante beijando um homem em tom verde. Ao lado em letras grandes a frase “Claro que sim!”. No rodapé a direita o logo do blog. Fim da descrição.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Camarada Gringo

O que o Brasil pode esperar de Joe Biden como presidente?

Colunista NINJA

Um ano depois da explosão social no Chile: o caminho para uma nova constituição política

transpoetas

Afinal de que serve um corpo doente, e uma mente exausta? Dane-se, eu quero mesmo é saber com quais armas eles nos matam

afrolatinas

E Eu Com Isso? Acessibilidade Comunicacional

Boaventura de Sousa Santos

A Europa, os EUA e a China

William Filho

Por que a esquerda não abraça a pauta da maconha?

vereadoresquequeremos

#Conheça: Verônica Lima – Sempre na luta por uma sociedade mais justa – Niterói (RJ)

vereadoresquequeremos

#Conheça: Walkiria Nictheroy – Por uma cidade que sorri para Todos – Niterói (RJ)

vereadoresquequeremos

#Conheça: Somos Plural - política com amor, diálogo, afeto e tolerância - Belo Horizonte (MG)

Márcio Santilli

Bolsonaro e as ‘ONGs’

Bancada Feminista do PSOL

Quem é Ricardo Nunes, o vice de Bruno Covas?

História Oral

A velha censura de cara nova

Juca Ferreira

Homenagem aos que lutam em toda a América Latina

afrolatinas

Slam Conexões Femininas: uma homenagem à Dina Di, a eterna rainha do rap

Márcio Santilli

Defesa nacional e mudanças climáticas