por Vinícius Alves*

Iniciamos no dia 09 de Agosto a mobilização em torno da convocatória #QuarentenaFervida. Inspiradas na convocatória da #QuarentenaProjetada, esta é uma iniciativa de nós da Plataforma Fervo2k20 em parceria com a Midia Ninja e AllOut Brasil.

Tivemos na primeira semana de mobilização quase 60 inscrições. Destas cerca de 40 completaram todo o processo de cadastro junto ao Catálogo de Artistas, Produtoras e Coletivos Culturais LGBTI+ do Brasil. O cadastro no Catálogo foi uma forma que encontramos de recolher dados que tornassem a realidade destas pessoas mais nítidas para nós passados quase 5 meses de isolamento social.

As pessoas que completaram seus cadastros são oriundas de 7 estados (BA; SP; CE; PB; RS; RJ; MG) e 13 cidades. A maioria é da Bahia, tendo Salvador 25 inscrições e Camaçari, São Sebastião do Passé e Jequié, cidades do interior da Bahia, também se inscrito. Em segundo lugar estão quatro cidades de São Paulo e duas de Minas Gerais. Os demais estados registraram por hora 1 inscrição.

Cerca de 78% destas pessoas são pretas/negras, em sua maioria tendo de 20 a 35 anos. Destas, 43% são gays; 24% mulheres bissexuais; 15% pessoas trans* (travestis, homens ou mulheres transexuais); 12% pansexuais. Ainda das inscritas, 88,1% não está exercendo atividade remunerada neste momento de pandemia; sendo que 90% se inscreveu como artistas ou produtora e 10% como coletivo cultural.

Das artistas e produtoras as 10 principais linguagens as quais produzem ou pertencem são Performance, Teatro, Dança, Audiovisual, Musica, Transformismo, Poesia, Desginer, Literatura, Fotografia. Ainda delas, 80% afirmou que tem conseguido produzir conteúdo neste momento de isolamento, mas 87,5% não tem conseguido monetizar neste período. Cerca de 70% tem conseguido algum tipo de renda, em sua maioria pelos auxílios emergenciais públicos (algumas registraram que dividem o auxílio com outras pessoas que não o receberam). E, por fim, 97% teriam interesse de participar de plataformas que auxiliassem a monetizar suas produções.

Dos coletivos culturais as 10 principais linguagens foram Designer, Teatro, Performance, Audiovisual, Cinema, Poesia, Transformismo, Música, Dança, Maquiagem Artística. Cerca de 87% têm conseguido produzir conteúdo neste momento e os mesmos 87% afirmaram que não tem conseguido monetizar suas produções. Apenas três delas apresentaram as fontes de renda dos coletivos neste momento sendo: 01, recursos públicos, auxílios emergenciais a algum dos membros; 01 recursos privados de doações em conta bancária; 01 disse ser uma dupla e uma delas trabalha, ajudando no sustento das produção da dupla. Delas, 100% teriam interesse de participar de plataformas que auxiliassem a monetizar suas produções.

Das inscritas até o momento, cerca de 83% toparam se conectar a Plataforma Fervo2k20 como forma de impulsionar seu engajamento, sua formação, assim como construir estratégias colaborativas de produção e difusão de conteúdos oriundos de artistas, produtoras e coletivos culturais LGBTI+ do Brasil.

Se você deseja ajudar a impulsionar ou saber as formas de ajudar esta plataforma e este movimento, nos procure por nosso canais*. Se você é artista, produtora ou parte de algum coletivo cultural, se inscreva em nosso Catálogo e se desejar participe também da Convocatória #QuarentenaFervida. Os prêmios serão de 300 reais para artistas e produtoras e de 1.000 reais para coletivos culturais.

* Os nossos canais de comunicação são o nosso e-mail: [email protected] e o nosso Instagram http://instagram.com/fervo2k20

*Vinícius Alves é produtor do Coletivo Drags da Prevenção, Diretor da Beco das Cores e membro da Plataforma Fervo2k20.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Pedro Borges

Jornalista também pode ser alienado

Colunista NINJA

A manifestação estética e cultural dos paredões de Salvador e seu desafio à cidade

Erika Hilton

Estátuas, símbolos e heróis da nossa história

Colunista NINJA

Santidade no tempo de Covid-19

Fatine Oliveira

De que mulher estamos falando?

Andréia de Jesus

O paradoxo da onda antirracista

Fabio Py

Cristofascismo: teologia política de Bolsonaro na Páscoa de 2020

Márcio Santilli

Disputas nas eleições municipais estão em aberto

Eduardo Sá

Maria Emília Pacheco: “A agroecologia tem uma proposta extremamente atual, urgente e necessária”

André Barros

Arroz, feijão, maconha e educação

afrolatinas

Cada cicatriz sua, eu beijei

Bancada Feminista do PSOL

Damares Alves: uma liderança do poderoso lobby que teve 868 milhões de perdão de dívidas com a previdência

Colunista NINJA

“Sementes: mulheres pretas no poder”, um filme sobre as sobreviventes da política do ou/ou

Movimento dos Pequenos Agricultores

R$ 600,00 já são R$ 480,00

Juan Manuel P. Domínguez

A fúria e a cobiça da elite pentecostal