Conheça a Pretaria BlackBooks, primeiro clube de leitura antirracista do Brasil nasceu no Festival Latinidades de 2014

Ilustração: @carolcaracolilustra

Por Mirtes Santos

A ideia da criação do Grupo Editorial Pretaria BlackBooks surgiu em 25 de julho de 2014, no Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, durante a participação de muitas de nós mulheres negras no maior Festival da cultura negra da américa latina, o Latinidades de 2014, realizado em Brasília.  Presenciamos neste festival a concretização de histórias de lutas e resistências com narrativas empoderadoras de mulheres negras bem sucedidas, que como nós, enfrentaram e venceram preconceitos de raça e gênero através de suas produções. Nasceu daí a proposta de desenvolver projetos colaborativos que contribuísse com a construção de uma sociedade mais justa e livre do racismo através do incentivo à leitura. Queríamos levar a autoria negra em suas mais diversas formas para todos os cantos do Brasil e do mundo. 

Compreendendo que a construção de uma identidade racial livre de preconceitos ainda se faz necessária para que pessoas negras possam se ver e sentir-se representadas positivamente na sociedade como todo, através da produção literária, artística e cultural. A literatura possui um papel importante no processo dessa construção das identidades e suas subjetividades, com a reafirmação da existência da intelectualidade negra. 

O Clube Pretaria BlackBooks elegeu como Missão:                                               

  • Difundir uma literatura voltada para a promoção da igualdade racial e a superação do racismo na sociedade;
  • Divulgar e fortalecer as publicações de autoria negra e Editoras parceiras no mercado editorial brasileiro;
  • Estimular a leitura para uma formação individual e coletiva livre de preconceitos; 
  • Promover uma educação antirracista por meio da literatura. 
  • Manter uma plataforma para divulgação de publicações que promovam a literatura através da promoção de uma educação antirracista.

A autoria literária negra além de trazer abordagens diferenciadas, cheias de referências positivas, simbólicas e enaltecedoras, traz em suas narrativas saberes ancestrais que contrapõem à literatura hegemônica, questionando o lugar que nos encontramos na sociedade e refletindo alternativas, a partir da pluralidade de gêneros e raça que figuram o cenário brasileiro.

O racismo prejudica as relações de toda a sociedade brasileira, portanto acreditamos que todos devem buscar por uma educação inclusiva com formação antirracista como ferramenta de transformação social. O Clube Literário da Pretaria é uma das estratégias apresentadas para que todas as pessoas, sejam elas pessoas negras que queiram se aprofundar na literatura antirracista e até para pessoas não negras que reconhecem a imprescindibilidade de uma formação antirracista que realmente faça transformações na realidade social brasileira.

Literatura antirracista é toda produção literária que compreende o racismo como uma das formas de opressão e subjugação racial de um grupo em detrimento de outro e que se utiliza de narrativas de combate à discriminação racial e todas as formas de preconceitos em razão de raça/cor/origem/nacionalidade. 

Hoje, além de ser o primeiro Clube de Assinaturas de Literatura Antirracista do Brasil, com foco na autoria negra, somos o único clube de leituras do mercado que atende ao público adulto e infanto-juvenil.

SOBRE O CLUBE DOS [email protected]:

O Clube dos [email protected] é um dos projetos colaborativos do Grupo Editorial Pretaria BlackBooks que visa orientar os pais e responsáveis quanto a importância de incentivar a leitura da literatura antirracista para crianças e adolescentes negras ou não. 

O Blackids é um plano de assinaturas infanto-juvenil da Pretaria e visa atender a necessidade urgente de ter uma literatura infanto-juvenil  escrita, pensada e focada no antirracismo e  no combate aos racismo  e  preconceitos. 

A CURADORIA: 

O Clube de Leituras Pretaria conta com uma Curadoria exclusivamente feminina negra totalmente desenvolvida por ativistas, intelectuais, escritoras e pesquisadoras negras convidadas. Hoje contamos com a colaboração de mulheres negras de todo o Brasil para escolher as obras que vão na Backbox da Pretaria, recentemente tivemos a honra de contar também com o apoio ao nosso projeto da nossa rainha Conceição Evaristo, e junto com ela já fizeram indicações escritoras como: Cidinha da Silva, Eliane Alves Cruz Elizandra Souza, Miriam Santos, Carol Fernandes Luz, entre outras. 

Os livros são indicados por uma Curadoria técnica e especializada em literatura antirracista, para auxiliar o leitor na busca por uma formação social livre de preconceitos. 

A nossa estratégia é “Uma sobe e puxa a outra”, nesse sentido a Curadoria da Pretaria prioriza a indicação de escritores e escritoras negras ainda desconhecidas do grande público e editoras independentes para participar do nosso Clube de Leitura Antirracista, tendo seus títulos adquiridos e divulgados na nossa BlackBox.

No Plano “Infanto-Juvenil” denominado “BlacKids”, o livro a ser enviado mensalmente aos associados será selecionado por nossa Curadoria literária, a partir da obra disponibilizada pela Editora Parceira. Livros escolhidos com muito carinho, cuidado e representatividade para seus/sua [email protected], todo mês na sua casa!

PLANO DE ASSINATURAS:

O “BlacKids”, é um plano infanto-juvenil com foco na valorização das identidades raciais, a auto-estima, autonomia e a representatividade para crianças e adolescentes.

Os planos de assinaturas podem ser Mensal, Semestral ou Anual.

Juntamente com o livro escolhido pela curadoria, será enviada uma Blackbox personalizada, contendo brindes especiais adequados por faixa etária e orientações aos pais e/ou responsáveis para mediação na introdução da leitura do livro para sua criança/adolescente.

O Clube Pretaria funciona com planos de assinaturas com pagamentos Mensais, Semestrais ou Anuais e envio de uma BlackBox personalizada todo mês para sua casa. 

A Pretaria BlackBooks juntamente a uma Editora parceria convida escritores de autoria negra, intelectuais de diversas áreas do conhecimento para apresentar aos leitores obras fundamentais para a superação do racismo e indicadas pela Curadoria do Clube . 

O assinante recebe mensalmente, em sua casa, indicações literárias especializadas para uma formação antirracista além de brindes especiais.

COMO ASSINAR? 

Aproveite a promoção de pré-lançamento e ganhe descontos nos planos anual, semestral ou mensal:  

  1. O primeiro passo é preencher o formulário de inscrição para adesão até todo dia 20 disponível em: https://linktr.ee/Pretariablack
  2. Confirmar pagamento do plano escolhido nos links disponíveis em: https://linktr.ee/Pretariablack
  3. Confirmada a assinatura, aguarde 15 dias para a compensação do pagamento;
  4. O box será enviado aos correios todo dia 30/mês após a confirmação de pagamento;
  5. Recebimento do primeiro box está previsto para todo início mês seguinte ao mês de adesão;

Atenção: Em breve, estes processos estarão disponíveis na nossa plataforma online: www.pretaria.com.br

Faça parte do primeiro clube de literatura antirracista do Brasil (Adulto e Infanto-Juvenil). Acesse nossa plataforma online e conheça nossos planos de assinaturas: https://pretaria.com.br/assinatura 

Mirtes Santos – é Quilombola do ES, Idealizadora e Diretora Executiva – CEO da Pretaria BlackBooks & BlacKids.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Liana Cirne Lins

Paternidade Ativa Feminista

André Barros

Blindador-geral da República

Felipe Milanez

Morreu Aritana Yawalapíti! Silêncio, choro e o luto com o Xingu

NINJA

O elitismo e o mal banal dos protestantes tradicionais no governo Bolsonaro

Eduardo Sá

“O movimento agroecológico reúne experiências e caminhos possíveis e desejáveis”

Eduardo Sá

“A questão da fome é real se houver um impasse e não se encontrar uma saída”

Ana Claudino

Quem tem medo de sapatão?

Márcio Santilli

Bolsonaro fora do mundo

Boaventura de Sousa Santos

Defesa dos indígenas contra a Covid-19

Daniel Zen

O excesso de esperteza pode devorar o esperto

André Barros

Negacionismo judicial

Daniel Zen

Um feminicida não pode ser ídolo em nossa sociedade

afrolatinas

Conheça a Pretaria BlackBooks, primeiro clube de leitura antirracista do Brasil

André Barros

Notícia-crime contra Bolsonaro por genocídio

Colunista NINJA

O vírus e as trabalhadoras sexuais na Guaicurus, em Belo Horizonte