.

Um jurista, membro da “elite” branca brasileira, disse que não sabe como vai fazer para viver no país porque não é negro, nem índio, nem da população LGBT, nem invasor de terras e, portanto, não sabe como vai conseguir viver aqui no Brasil.

O que este advogado não entende, ou melhor, não quer entender, é que, graças à injustiça que há no Brasil, ele e a classe que ele representa é que vivem com a dignidade e qualidade que todo cidadão deveria viver. Mas, estas pessoas que ele citou: o negro, o, pobre, o índio, o sem teto e sem terra, o membro da população LGBT, é que, de fato, não vivem, e não vivem porque gente como ele não deixa!

No Brasil os parlamentares fazem a lei, como de resto, em qualquer nação democrática, porém, no Brasil os parlamentares decidem se vão ou não cumprir a lei estabelecida por eles, e eles chamam isso de separação de poderes, isto é: o Judiciário que julga se houve ou não o cumprimento da lei, quando o juízo for contra um parlamentar, o Judiciário tem de lhes perguntar se pode ou não executar a lei.

O jornalista fez um comentário racista, estão dizendo que ele deve ser perdoado… Jesus pediu que o Pai perdoasse os que não sabem o que fazem, porém, o jornalista, até por força da profissão, sabia o que estava fazendo.

Aos que sabem o que fazem Jesus pediu o juízo do Pai.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Renata Mielli

Folha destila seu ódio contra MTST e MST. Discurso de ódio é crime!

Nátaly Santiago

Carta sobre a resistência

Daniel Zen

Agora que Lula está preso...

Margarida Salomão

Querido Lula, por Margarida Salomão

Gabinetona

Não queremos mais cadeia e punição

Liana Cirne Lins

Liana Cirne: Pelo direito das mulheres terem nome

Movimento dos Pequenos Agricultores

Os 4 objetivos da Lava Jato, por Frei Sérgio

NINJA

Lula: Prisão Arbitrária e Política

Isa Penna

Contra o fascismo: Marielle presente e Lula livre!

Colunista NINJA

Lula: 14 anos em 17 horas de liberdade

Mônica Horta

Mônica Horta: Representatividade importa. E “tá na moda”

Márcia Tiburi

Carta Aberta ao Ministro Marco Aurélio Mello

Carlos Minc

Amazônia ameaçada pela expansão da Cana de Açúcar

Liana Cirne Lins

Vai lavar uma louça: Reflexões do 8 de março

Isa Penna

Isa Penna - A Intervenção Militar é machista