Foto: Tiago Macambira

Se a senadora liberal diz que o governo está caindo de podre, e que, portanto, não tem como efetuar nenhuma reforma;

Se o mais delatado, incriminado, e citado como corrupto, entre servidores públicos, não só é liberado para voltar a seu cargo no Senado, como ganha no sorteio um aliado para analisar no supremo as denúncias que pesam contra ele, quem vai acreditar em qualquer possibilidade de justiça?

Se para alguns ministros do Judiciário a aplicação da lei não precisa levar em conta nenhum critério ético ou moral, nem mesmo o critério social, o que tal medida poderá provocar no ânimo da população e na sua crença no sistema judiciário?

Se o sujeito é pego por ter levado uma mala de dinheiro, como delatado pelo “doador”, e, mais, como comprovação, devolve parte do valor que ele havia tomado para si; mas, mesmo assim, é solto, apesar de ser peça incriminatória do mais influente dos acusados de corrupção…

É, não está fácil analisar o que se passa no país!

Isso me lembra uma fala de Jesus, que parafraseio: “Se o que deveria levar a luz para você está repleto de trevas, quão densas são as suas trevas!“

 

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Colunista NINJA

Me solta Nego do Borel

Clayton Nobre

Quem é a bichinha no baile funk?

Daniel Zen

Daniel Zen: entenda o habeas corpus expedido para Lula

Leandrinha Du Art

Leandrinha Du Art: Em um relacionamento sério com o Congresso Fora do Eixo e Mídia NINJA

Movimento dos Pequenos Agricultores

A Provação do Presidente

Ricardo Targino

Ninguém conquista direitos gritando gol

André Barros

Marcha da Maconha e Junho de 2013

André Barros

Bolsonaro e a Tortura

Daniel Zen

Fora do Eixo e Mídia NINJA: estado permanente de vigília e ação

Margarida Salomão

Fake news, democracia e redes sociais

André Barros

Maconha e receita tributária

Margarida Salomão

Contra a politização do Judiciário, o remédio é Lula livre!

Jean Wyllys

Jean Wyllys: Stonewall, nosso orgulho

Henrique Vieira

Henrique Vieira: Ser a favor da vida é ser a favor do aborto legal

Gabinetona

Do outro lado da estrada, uma visão contracolonizadora do modelo rodoviarista