opinião

Limpeza periférica: a farda que pratica o mal

60 por cento dos jovens de periferia sem antecedentes criminais já sofreram violência policial. A cada quatro pessoas mortas pela policia, três são negras. Nas universidades brasileiras, apenas 2 por cento dos alunos são negros.

Carta sobre a resistência

Resistência significa não fraquejar diante de cenários difíceis. Temos que nos preparar, a organização popular, a ousadia e criatividade são os caminhos para essa resistência.

Agora que Lula está preso…

Os paneleiros e seguidores de pato de borracha buscam desculpas pelo seu ódio a um partido, a uma pessoa, e não a corrupção.

Não queremos mais cadeia e punição

O sistema penal no Brasil é seletivo, e as investigações, talvez, sigam o mesmo caminho. A morte de Marielle Franco ainda sem respostas, e o sistema explica por quê.

Lula: Prisão Arbitrária e Política

Um juízo caudilho, messiânico, celebrado enquanto antagonista do réu, blindado e com ar de irretocável; com ampla e documentada aparência de suspeição. Por Leonardo Nader

Preto até os ossos

As eleições estão aí, aproveite, vamos praticar o voto preto e periférico. Quando a casa grande queimar, todos que estiverem dentro dela irão queimar juntos!

Amazônia ameaçada pela expansão da Cana de Açúcar

Com este governo fraco, ilegítimo e refém da bancada ruralista ( e de outras) este PL prospera no Senado e constitui mais uma ameaça à Amazônia, aos povos da floresta e ao etanol brasileiro, o que pode resultar em perda de empregos.

De Pretas Para Marielle

Após o desafio de dirigir e encontrar um fio condutor entre tantas histórias, experiências e memórias de Mari, apresentamos 10 minutos para ela. Dez minutos de Pretas para Marielle.

Marielle: As Operações de Mídia

A morte de Marielle está em disputa por muitas lutas! Os conservadores, liberais a extrema-direita, a Globo, etc, todos querem surfar nesse acontecimento que desequilibra, pela sua brutalidade as narrativas pré-eleições.

Ericka Gavinho – A vida é rara

Marielle costumava dizer: “eu sou porque nós somos.” E, agora, mais do que nunca, nós seremos, todas e todos, muitas Marielles, porque ela foi! Ela é! Não nos calarão.

Thank you, Marielle Franco!

I didn’t count with what happened on the course of my mouse. I’ve lost strength, languished, consumed myself in tears. I was narrating that Brazil have lost one of the big references of feminist blackness.

Obrigada, Marielle Franco

Não contava com o que aconteceu no caminho do mouse. Fui perdendo as forças, definhando, me consumindo em lágrimas. Estava narrando que o Brasil havia perdido uma das grandes referências de negritude feminista.

De braços fechados

Conheça as mil faces de um homem “reciclado” e descartado pelo estado: Narciso Rodrigues Dourado Filho, ex-beneficiário do programa De Braços Abertos.

Sozinhas temos medo, unidas venceremos!

Há de se aproveitar este mês de março, para refletir sobre esta poderosa ferramenta de dominação dos povos, dominação esta que se impõe pela força, pela covardia, pelo extermínio.