Arte: Foresti Design

E Bolsonaro, o “excrementíssimo” presidente da República, deu um tiro no pé: o presidente do Brasil responde as provocações dos blocos de carnaval de rua, que em todo Brasil viralizaram o “Ei Bolsonaro vai TNC” e outros impropérios, tentando desqualificar a maior e mais amada festa de rua popular brasileira com uma imagem garimpada nas redes para “horrorizar” o cidadão de bem! Como se o carnaval de rua fosse um vídeo pornográfico da deep web! Proibido para a família brasileira!

Bolsonaro e seus mentores parecem desconhecer o básico do carnaval: deboche, ironia, inversão, humor, fazer em público o que se esconde no privado, liberdade. Maior tecnologia de catarse e beleza desse país.

No meio de um carnaval ativista e politizado, com mil blocos contra tudo que está aí, o Presidente da República desce ao mais baixo e usando o mesmo modus operandi da “mamadeira de piroca”, das fake news que o elegeram, e xinga e desqualifica a festa e o seu povo!

O carnaval de rua brasileiro renasceu, floresceu, cresceu e hoje é orgulho em todo o Brasil! São Paulo, que já foi o “túmulo do samba” reinventou o carnaval e hoje a cultura carnavalesca faz a felicidade de milhões nas ruas de todo o país e de graça! Além de aquecer a economia, o turismo e o FIB, a felicidade interna bruta dos brasileiros, dos mais pobres aos mais ricos.

Neste domingo, saindo da Sapucaí e vendo aquele deslumbramento de cores, artesanias, traquitanas na avenida e cada componente voltando para casa a pécarregando ouro e prata, adereços lindíssimos, exaustos e felizes, só podemos nos comover e celebrar sempre esse dispositivo de reversão das forças mais hostis: violência, desigualdade, pobreza viram deslumbramento e alegria!

A “verdade” de Bolsonaro é uma mentira vergonhosa! Antes desse tweet revelador (e com repercussão internacional), o presidente também desqualificou os artistas (Daniela Mercury e Caetano Veloso que emplacaram uma música carnavalesca de protesto irônica sobre a tentativa de censurar o Brasil: “Está proibido o carnaval neste país tropical”); ameaçou a educação com uma Lava Jato contra as Universidades; e desqualificou a cultura, com uma visão deturpada da Lei Rouanet! Como um presidente pode ser contra a cultura, a educação e a arte do seu país ao mesmo tempo? E querer dizimá-las, criminaliza-las?

O fascismo bolsonariano é apenas isso: uma promessa de partilha do ódio e do uso da violência real e simbólica. Este é o grande e único projeto de governo e ele foi eleito para isso.

Mas com 100 dias de governo o “projeto” vai se revelando em todo o seu horror.

Ninguém suporta, nem seus eleitores, esse imaginário tão baixo, que joga o país na vala, joga a autoestima dos brasileiros para o nível zero. Produz uma nuvem tóxica no cotidiano. Ninguém suporta essa imagem pública de um país rebaixado aos seus piores instintos. O ressentimento e a “vingança” não dos perdedores das eleições, mas dos vencedores! Uma incapacidade de governar a ruidocracia, o que se expressa na cara, nos gestos, na comunicação do Presidente da República.

Uma comunicação odiosa e de ataques constantes que transforma milhões de brasileiros que não votaram no seu projeto como inimigos.

Bolsonaro é o antiestadista, uma figura que não promete um horizonte de pacificação pós-eleições, mas de guerra infinita e um marketing agressivo.

Parodiando sua mensagem! “Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado a PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL. Comentem e tirem suas conclusões”.

E o vídeo para horrorizar a família é um jovem gay manipulando o próprio ânus e se exibindo em cima de um busão, e depois o cara que está com ele mija nos seus cabelos. Provocação com uma plateia mínima num cantão qualquer deste Brasil. Poderiam ser postadas muitas outras imagens descontextualizadas e isoladas para “causar”. Mas para quê? O vídeo não tem data, foi garimpado na web pelos assessores de Bolsonaro, para mostrar a VERDADE do carnaval! Eis a mentira. Isso na conta do Presidente da República e para todo o mundo ver e “odiar” o carnaval do Brasil!

“Ei o Presidente do Brasil está postando um vídeo com uma “chuva d`ourada”, o que fazemos? Editora do NYTimes. #goldenshowerpresident #JairBolsonaro #Carnaval2019

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Copa FemiNINJA

Histórias de quem trabalha nos bastidores do futebol

Daniel Zen

As mensagens secretas da Lava-jato: crime e castigo

Tainá de Paula

Execução por no mínimo 15 tiros não pode ser tipificada como crime banal

André Barros

Moro contra Lula

Laio Rocha

Taça das Favelas coloca futebol de várzea no centro

Colunista NINJA

'A única coisa que salva um país é a cultura', afirma Moacyr Luz

Mônica Horta

Moda autoral brasileira presente!

Daniel Zen

É a economia, estúpido!

André Barros

Marchas da Maconha foram maiores que atos de Bolsonaro

Colunista NINJA

Mosquito e Inácio Rios: “A gente respeita o samba autêntico”

André Barros

Aperta a pauta, Toffoli

Colunista NINJA

“Fazer samba é uma resistência e está totalmente ligado à política”, afirma Júlio Macabu da nova geração

Cleidiana Ramos

#15M: Uma lição para esperança e vigilância

Margarida Salomão

Balas e Chocolates: o ataque de Bolsonaro à Universidade brasileira

Fatine Oliveira

Sinto muito, Damares. Meu lugar é na universidade federal