.

Que tragédia! A história do Brasil queimando! 20 milhões de peças e documentos destruídos! Museu Nacional da UFRJ queimando inteiro, séculos de arqueologia, peças, esqueletos, cultura indígena, fauna, flora, tudo! Camadas de tempo e de história e conhecimento. 200 anos de documentos, toda a história do império queimado, paleontologia, antropologia do Brasil. Prédios históricos, tombados, muitos deles dentro dos quais damos aula, pesquisamos, orientamos. Essa precariedade não é descaso da UFRJ, não existe política pública para manter e conservar nosso patrimônio.É o mesmo descaso com o patrimônio, a pesquisa, a ciência e tudo que é PUBLICO. O Museu sobrevive com o mínimo de recursos do Estado. O público fazia vaquinha para ajudar na manutenção! São incêndios e tragédias que não são ainda mais frequentes nem sabemos porquê. Na adversidade vivemos e as universidades fazem muito e muitíssimo com muito pouco. Damos aulas em palácios, castelos, museus, hospícios históricos. O MAM queimou, o acervo de Helio Oiticica queimou, a Cinemaca Brasileira pegou fogo, o Museu da Língua Portuguesa queimou! É muita falta de amor ao Brasil e sua cultura exuberante. Às vezes as metáforas se tornam literais . Um Brasil que está dando as costas para sua história e para seu futuro, queimando tudo o que prezamos! Imagem não de um acidente, mas da barbárie! É essa a política que está destruindo o país: Estado mínimo, plataformas privatizantes, odiadores da cultura, politicas de desinvestimento no comum!

P.S.E não venham dizer que a culpa é da UFRJ! Patrimônio público precisa de recurso e investimento público. Se o Museu não fechou antes foi graças aos pesquisadores, público e comunidade acadêmica !!

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Daniel Zen

As mensagens secretas da Lava-jato: crime e castigo

Tainá de Paula

Execução por no mínimo 15 tiros não pode ser tipificada como crime banal

André Barros

Moro contra Lula

Laio Rocha

Taça das Favelas coloca futebol de várzea no centro

Copa FemiNINJA

Um amor, um coração: Reggae Girlz unidas por um sonho

Colunista NINJA

'A única coisa que salva um país é a cultura', afirma Moacyr Luz

Mônica Horta

Moda autoral brasileira presente!

Daniel Zen

É a economia, estúpido!

André Barros

Marchas da Maconha foram maiores que atos de Bolsonaro

Colunista NINJA

Mosquito e Inácio Rios: “A gente respeita o samba autêntico”

André Barros

Aperta a pauta, Toffoli

Colunista NINJA

“Fazer samba é uma resistência e está totalmente ligado à política”, afirma Júlio Macabu da nova geração

Cleidiana Ramos

#15M: Uma lição para esperança e vigilância

Margarida Salomão

Balas e Chocolates: o ataque de Bolsonaro à Universidade brasileira

Fatine Oliveira

Sinto muito, Damares. Meu lugar é na universidade federal