.

.

Do Adão? Abraão, Maomé, David, Jesus, Maomé, Cabral, Gandhi, Buda, Luther King, todos com seus mastros e naus, a Jose Mayer, Fabio Porchat , Otaviano Costa e, enfim, o Marcos do BBB. Todos aprenderam pela mesma cultura do estupro, essa que sempre foi passada aos machos.

A eles pertence o mundo.

Não são apenas 60 anos como disse Mayer e sim milênios.

Toda historia que nos é contada sobre “os grandes homens da história” apaga as mulheres que dividiram a vida com esses caras. Temos um apagamento da história delas e um apagamento e silenciamento das violências que elas sofreram.

Toda essa cultura da supremacia masculina e esse culto ao homem nos traz às décadas atuais onde um “galã” coloca a mão na vagina de uma funcionária com a certeza que nada lhe acontecerá pois tem uma relação de poder sobre ela.

Mas os homens ainda estão se sentindo impunes. Podemos dizer que José Mayer tem como cópia mais jovem o Fabio Porchat, que em seu programa faz piada com o slogan da campanha dizendo em tom risível: “Fez a uma, fez a todas”. E complementa: José Mayer fez a todas mesmo, querendo dizer que o ator global teria passado todas as globais pelas suas mãos, no sentido sexual.

Deveríamos fazer uma carta de repúdio ao Porchat. Machistinha de merda. Imagina o que as mulheres que trabalham com ele não sofrem.

Essa cultura sempre ensinada quase fez uma mulher ser gravemente ferida fisicamente frente as câmeras da globo no BBB. Sim. E reforço o fisicamente porque agredida ela foi: psicologicamente, além dos apertões nos braços.

Essa é mesma cultura que estupra mulheres, mata mulheres. É a mesma que também mata LGBTQI todos os dias. Essa cultura vem de um histórico de uma cultura de violência, de disputas que nos é ensinada sempre. Isso tem que parar. Essa cultura e essa sociedade opressora e assassina tem que ser destruída. Se não, Otavianos Costas vão achar certo fazer piada sobre o assunto.

Essa sociedade está doente e tem que morrer com todas suas regras inventadas e mentirosas. Temos que salvar o futuro. Não é mais por mim, por nós, é pela nova geração, pelo futuro.

Para que o ódio acabe, para que vidas possam serem poupadas.

Mate o macho branco cisgênero dentro de você.

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Isa Penna

Their time's up – O Tempo Deles Acabou
Ver agora

Dríade Aguiar

Quando Oprah faz um discurso pra você
Ver agora

Isa Penna

Isa Penna: 2018 sem medo de começar uma nova história
Ver agora

Preta Rara

Preta Rara: Diário da PesaDona
Ver agora

Pastor Ariovaldo

Pastor Ariovaldo: Dom Paulo na luta pelos direitos humanos no Brasil
Ver agora

Ivana Bentes

Quem não precisa do feminismo?
Ver agora

Jandira Feghali

Jandira Feghali: Julgamento de Lula precisa ser suspenso
Ver agora

Manoela Miklos

Todo homem precisa de uma mãe
Ver agora

Margarida Salomão

O golpe do satélite e a conta do cidadão
Ver agora

Pastor Ariovaldo

Pastor Ariovaldo: Feliz Natal
Ver agora

Vinícius Lima

Quem vive na rua com alguém vive melhor
Ver agora

Maria do Rosário

Greve de fome contra os que devoram a previdência num banquete
Ver agora

Margarida Salomão

Em desagravo à Universidade pública brasileira
Ver agora

Sâmia Bomfim

Sâmia Bomfim: Hospital Universitário da USP sob ameaça
Ver agora

Ivana Bentes

O Feminino Viril!
Ver agora