Belo Horizonte, novembro de 2017

“Cala o peito, cala o beiço
Calabouço, calabouço”
Sérgio Ricardo, in Calabouço

Vivemos tempos sombrios. Os monstros do passado, que guardávamos na memória doída, insistem em ressuscitar na onda conservadora que assola o País. Tentam condenar e proibir exposições, peças de teatro, espetáculos de dança, shows e outras atividades artísticas, culturais, científicas e intelectuais.

A vaga reacionária quer controlar e cercear o pensamento, a criação e a manifestação livres de nosso povo; ao mesmo tempo em que promove retrocessos em vários aspectos da vida social.

A reação às tentativas de proibir a exposição Painel Arteminas, em exibição no Palácio das Artes, mostrou a força da resistência coletiva e colocou nossa cidade no circuito de defesa das liberdades de criação e expressão.

Acreditamos que as entidades da sociedade civil, intelectuais, artistas, personalidades, militantes culturais e ativistas dos muitos segmentos democráticos do País devem somar esforços para impedir o retorno da censura no Brasil. É preciso reagir antes que o obscurantismo se torne algoz da liberdade e o silêncio seja a única palavra permitida.

A constituição de uma frente contra a censura é o primeiro passo na direção de um movimento amplo em defesa das liberdades e dos direitos democráticos. Para esta jornada contamos com a sua presença valiosa e o seu apoio fundamental.

Convidamos você a participar conosco do lançamento da Frente Nacional Contra a Censura no próximo dia 21 de novembro – terça-feira – às 18 horas, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte.

Certos que poderemos contar com a sua participação e o seu apoio, enviamos um grande abraço em nome de todos nós. Não se cale. Participe.

Frente Nacional Contra a Censura

Ângelo Oswaldo
Secretário de Cultura de Minas Gerais

Juca Ferreira
Secretário de Cultura de Belo Horizonte

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Cleidiana Ramos

Com inserção na literatura, ialorixás ensinam caminhos de resistência

Fátima Lacerda

Os Deuses estão em festa: Gilberto Gil em Berlim!

Daniel Zen

De aerolula a aeroína: as falhas na segurança institucional do presidente da República

Tainá de Paula

Não há mídia isenta, meus caros

Juan Manuel P. Domínguez

Ave Terrena: “a cultura enriquece debates quando as instituições os empobrecem”

Sâmia Bomfim

Reforma da Previdência: a luta não acabou

Jorgetânia Ferreira

Tenho depressão, quem não?

Daniel Zen

As mensagens secretas da Lava-jato: medidas antidemocráticas pairam no ar

Colunista NINJA

'A única coisa que salva um país é a cultura', afirma Moacyr Luz

Mônica Horta

Moda autoral brasileira presente!

Mônica Horta




Criadores autorais do Brasil... cadê vocês?

Fátima Lacerda

Milton e Gil fazem do verão berlinense, uma Delicatessen musical

Dríade Aguiar

Amarelo como o futuro que nós construímos pra nós mesmos

Fátima Lacerda

Por que, Berlim?

André Barros

Aperta a pauta, Toffoli