Por Victória Amaro / Copa FemiNINJA

QUEREMOS ASSISTIR A COPA – A Associação de Servidores do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) entraram com o pedido para flexibilizar o expediente durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo de Futebol Feminino. A iniciativa das mulheres da associação justificou o pedido lembrando que era a primeira vez na história que o evento seria transmitido em TV aberta no país e que no mesmo período, em 2018 houve flexibilização para os jogos da seleção masculina na Rússia. Infelizmente a secretária-geral do CNMP negou o pedido alegando que a magnitude e a tradição do evento e a alta demanda do serviço inviabilizaria a flexibilização do expediente de todo o órgão. Após o veto, o Conselho Nacional anunciou que irá transmitir, nas dependências da instituição, os jogos do Brasil na Copa e os servidores poderão assistir desde que acordado com o supervisor de cada área.

Mesmo com os desafios, nós continuaremos tentando assistir mulheres vencendo no esporte!

Conheça outros colunistas e suas opiniões!

Felipe Milanez

Assassinato de indigenista da Funai na Amazônia precisa de investigação federal

Mônica Horta

Moda democrática e o novo mundo

Estudantes NINJA

O Brasil está em chamas e a rua te chama

Benedita da Silva

Benedita da Silva: Bolsonaro imita Nero

André Barros

Não se combate o tráfico na favela

NINJA

Toninho Geraes: “Sou a favor do grito de liberdade contra essa tirania que assola o país”

NINJA

O escândalo das eleições gerais em Trinidad & Tobago

NINJA

“Precisamos ter voz para acabar com essa onda da extrema direita”, alerta Teresa Cristina

NINJA

Feminismo nas igrejas: "não queremos tomar o poder dos homens, mas destituí-lo"

Liana Cirne Lins

Brasil abaixo de fezes, cocô por cima de todos

Estudantes NINJA

Um (quase) final de ano de tantos retrocessos

NINJA

“Não colem em mim esse discurso da meritocracia”, diz Conceição Evaristo

Preta Rara

A senzala moderna é o quartinho da empregada

NINJA

A criminalização do aborto e o feminicídio de Estado

NINJA

“O samba é a coisa mais importante na cultura brasileira”, ressalta Zé Luiz do Império