Juliana Borges

Libertem Preta!

Reflita. Lutar por um direito não é crime. Não se perca. Rompa o silêncio e se levante contra injustiças.

Por que não estamos marchando?

Não queremos mais fugir! Não queremos nos esconder! Não queremos mais ter que ensinar aos nossos filhos desde muito cedo a decorar o RG!

O perigo feminino à branquitude patriarcal

Ao adentrar um espaço de poder historicamente branco e patriarcal, Marielle estremecia simbolicamente muitas estruturas fundamentais de uma sociedade capitalista-patriarcal.