Juca Ferreira

Juca Ferreira: "Não podemos ceder."

Diante de qualquer tentativa de censura à arte, a única coisa a não fazer é ceder É lamentável a decisão do Santander Cultural de fechar a exposição Queermuseu, em Porto Alegre, depois de um ataque histriônico e autoritário de integrantes do MBL, grupo extremista de direita manobrado política e economicamente por legendas como o PSDB […]

Da crise pode surgir um novo Brasil

Um país como o Brasil não pode se dar ao luxo de perder mais tempo com essa tentativa de fazer a roda da história girar para trás.

Hip-hop, a voz do gueto rebelde

Juca Ferreira reflete sobre a situação de violência e exclusão vivida pelas moradores das periferias. Lembra que as instituições e principalmente os partidos políticos precisam ouvir as demandas desses cidadãos e cidadãs. O hip hop e os artistas das comunidades são um canal potente para abrir este diálogo.

Na dúvida, escutem os rappers

Em sua coluna semanal o ex-ministro Juca Ferreira aborda, a partir das culturas da periferia e do rap, a banalização da violência política, violência policial, repressão aos movimentos sociais, assassinatos, desaparecimentos, execuções, torturas.

O Agro produz, o Agro destrói

Leite com cal, carne apodrecida, químicos e agrotóxicos. A comida que vai para a mesa de brasileiras e brasileiros está temperada com corrupção e caixa 2, além da má qualidade dos alimentos.